Votação do Projecto de Lei do PS, PCP e BE para uma Casa do Douro como associação pública foi adiada a pedido do PSD

Na semana passada os deputados da Assembleia da República iam votar no projeto lei que estabelecia a restauração da Casa do Douro como associação pública com inscrição obrigatória, um projeto conjunto apresentado pelo Bloco de Esquerda, PCP e PS.

No entanto esta votação na especialidade em sede de Comissão Parlamentar da Agricultura foi adiada a pedido do Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata.

Para o Bloco de Esquerda este pedido do PSD é “uma atitude incompreensível e irresponsável”, como referiu à UFM o deputado Carlos Matias, que lembra que esta proposta é uma das “mais profundas aspirações quer dos viticultores quer dos autarcas durienses.”

Carlos Matias reafirma a determinação do Bloco de Esquerda de “levar o propósito até ao fim”.

A votação do projeto lei sobre a restauração da Casa do Douro na reunião da Comissão Parlamentar de Agricultura acabou por ser adiada a pedido do PSD que alegou precisar de mais tempo para analisar o assunto.

Menu