Escolas fechadas no segundo dia de greve dos funcionários não docentes

A greve, de dois dias iniciada ontem, dos funcionários dos trabalhadores não docentes das escolas teve maior expressividade hoje no concelho de Vila Real, com todas as escolas secundárias encerradas, à exceção da Morgado Mateus que apesar de alguns pavilhões estarem encerrados por falta de funcionários ainda mantém as aulas nos pavilhões abertos.

Os funcionários reivindicam aumentos salariais, integração nos quadros e a criação de uma carreira específica como refere Maria Manuela Gomes do Sindicato Nacional dos Profissionais de Educação.

A dirigente sindical do Sinape em Vila Real refere que “a adesão à greve foi muito elevada no distrito”.

Manuela Gomes salientou ainda que a escola de Pedras Salgadas está a funcionar em “situação muito delicada” porque apesar de só estarem três funcionárias a trabalhar o diretor optou por não encerrar o estabelecimento de ensino frequentado por cerca de 300 alunos.

Os sindicatos estão dispostos a não pararem até serem satisfeitas todas as reivindicações.

A paralisação foi convocada pelas duas Centrais Sindicais CGTP e UGT e está a ter uma forte adesão a nível nacional.

Os sindicatos exigem a abertura de novos concursos públicos para a colocação de no mínimo mais 3 mil trabalhadores.

Menu