Vila Pouca de Aguiar prepara nova exploração termal com Água do Cardal

Foi ontem assinado em Lisboa o contrato de concessão de exploração da Água do Cardal, em Vila Pouca de Aguiar, que servirá para exploração termal numa primeira fase, mas que poderá vir a ser comercializada mais tarde. O processo foi iniciado nos anos noventa quando por um acaso se descobriu a água gasocarbónica. Um processo que depois foi descontinuado e que o executivo liderado por Alberto Machado recuperou e que contou com a colaboração técnica da UTAD, como explica o autarca.

Alberto Machado diz que esta captação apresenta uma água muito semelhante à das Pedras Salgadas, havendo já prazos definidos para iniciar a exploração termal e terapêutica, estando prevista a realização de novas captações para eventual engarrafamento da água.

No Ministério do Ambiente e da Transição Energética, em Lisboa, foi assinado, entre o Estado Português e o Município de Vila Pouca de Aguiar, o contrato de concessão de exploração da água do Cardal que entrou em vigor ontem e se prolonga por 50 anos. 

Menu