UTAD com eleições marcadas para 2 de dezembro

Notícias, Universidade

As eleições para o Conselho Geral da UTAD estão marcadas para 2 de dezembro, o Calendário Eleitoral aponta para um período de campanha que decorrerá de 19 a 30 de novembro.

O Conselho Geral elege o Reitor, nos termos estabelecidos nos Estatutos e segundo o procedimento previsto no respetivo regulamento.

Neste primeiro momento, serão eleitos os treze representantes dos professores e investigadores da UTAD, os quatro representantes dos estudantes e um representante do pessoal não docente e não investigador.

O UFM sabe que, de entre os representantes dos professores e investigadores, existem quatro listas candidatas para ocuparem os 13 lugares disponíveis. Quanto ao único lugar a ser ocupado pelos representantes do pessoal não docente e não investigador, vão estar em disputa três listas.

Serão estes dezoito eleitos, no dia 2 de dezembro, que, mais tarde, irão cooptar sete personalidades de reconhecido mérito, não pertencentes à Universidade, com conhecimentos e experiência relevantes para esta.

Esse será o colégio que depois irá escolher o novo reitor da UTAD, que irá substituir António Fontaínhas Fernandes, impossibilitado de se recandidatar por ter cumprido os dois mandatos possíveis.

O atual presidente do Conselho Geral da UTAD é José Albino Silva Peneda, que também não se poderá recandidatar, por limitação de mandatos, uma vez que já cumpriu os dois possíveis.   

O Conselho Geral da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro é um órgão de decisão estratégica e de fiscalização, cujas competências, passam entre outras, por organizar o procedimento de eleição e eleger o Reitor.

Este órgão é composto por vinte e cinco membros, treze representantes dos professores e investigadores da UTAD, quatro representantes dos estudantes, sete personalidades de reconhecido mérito, não pertencentes à Universidade, com conhecimentos e experiência relevantes para esta e um representante do pessoal não docente e não investigador.

Menu