Rui Santos diz que Aeródromo Vila Real é prioridade para o município

O Município de Vila Real continua a fazer os estudos necessários para a realização das obras de reparação na pista do aeródromo a fim de ser criado um caderno de encargos para o Tribunal de Contas avaliar e validar. Um processo demorado que leva o autarca de Vila Real, Rui Santos, a lamentar o “ calvário da burocracia” no nosso país.

Um processo tão demorado que as previsões apontam que o problema poderá estar resolvido dentro de seis meses.

Rui Santos anunciou ainda que está em conversações com o Ministério da Administração Interna para o reforço de helicópteros de combate a incêndios no Aeródromo de Vila Real.

O presidente de Câmara de Vila Real, anunciou, entretanto, que vai ser novamente aberto concurso público para as obras da sala de acolhimento dos transportes no aeródromo e do centro distrital de proteção civil. O concurso ficou “deserto” e depois da reformulação do projeto será lançado brevemente um novo concurso.

 O autarca Vila-realense considera que o bom funcionamento do aeródromo é uma prioridade e tem estado em contato permanente com o Ministério das Infraestruturas no sentido de que o processo burocrático seja acelerado para que os aviões possam regressar à pista o mais breve possível.

Menu