Resinorte está a determinar a origem do líquido lixiviado

Notícias, Vila Real

A Resinorte, empresa que gere o aterro sanitário de Vila Real, em comunicado, já reagiu à denuncia feita pelo autarca de Vila Real de que aquela estrutura não estava a ser capaz de gerir com eficácia a estrutura.

Recorde-se que em causa está o aparecimento de um líquido lixiviado proveniente daquela unidade e ainda dos cheiros nauseabundos emanados pelo tratamento de resíduos.

A Resinorte refere que “existindo a possibilidade de líquido ser proveniente da sua instalação, já tomou todas as diligências no sentido de determinar a sua origem e de proativamente resolver o problema.”

A empresa lembra que “monitoriza em contínuo todos os aspetos inerentes à atividade de exploração do aterro sanitário de Vila Real, tendo implementado medidas para minimizar o impacto de odores, uma vez que este assunto é desde sempre uma prioridade, assim como o bem-estar das populações próximas da instalação.”

Quanto ao líquido que foi detetado em terrenos próximos do aterro sanitário a Resinorte diz já ter recolhido amostras, estando agora a aguardar pelos resultados. Entretanto a empresa garante estar disponível “para colaborar nas ações que forem tidas por necessárias”.

Menu