Rejeitada a proposta de abolição das portagens na A24 Deputados do PS do distrito de Vila Real votaram a favor dos projetos lei

A Assembleia da República rejeitou as propostas dos deputados do PCP, Bloco de Esquerda e do Partido Ecologista os Verdes de abolição das portagens na A24.

Esta manhã a Assembleia da República analisou e chumbou os três projetos lei que pretendiam abolir as portagens nas ex-scuts, A23, A24 e A25.

Os projetos lei, que pediam o fim das portagens na A24, tiveram a abstenção do PSD e CDS-PP e os votos contra do PS, no entanto 9 deputados do partido socialista, entre eles Ascenso Simões e Francisco Rocha, eleitos pelo distrito de vila Real, votaram favoravelmente à abolição das portagens.

A Assembleia da República vetou a possibilidade de abolição das portagens nas antigas Scuts como pretendiam os projetos de resolução do PCP, Bloco de Esquerda e Verdes.
Os autores destes projetos acreditam que a abolição das portagens é “um fator de coesão territorial e de promoção do desenvolvimento económico para várias regiões que enfrentam graves problemas de isolamento, depressão e desertificação”.

No que refere à A24, que liga Chaves a Viseu, a via tem 160 km e é a auto-estrada mais cara do país.

Menu