Museu do Douro inaugura o Crivo – Centro de Artes do Saber Fazer

Notícias, Região

No próximo dia 2 de dezembro, dia em que se comemora o 25º aniversário da criação do Museu do Douro, vai ser inaugurado – às 15h30 –  O Crivo – o Centro de Artes do Saber Fazer, com a presença do Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva.

O Crivo, cuja gestão pertence à Fundação Museu do Douro, vai funcionar na antiga panificadora do Peso da Régua, mesmo junto ao edifício sede do Museu do Douro, e funcionará como um espaço criativo onde os mais jovens podem aprender, mas também acrescentar valor ao “saber fazer” existente na região.

 O objetivo é valorizar a cultura e a criatividade que fazem o Douro. Já na abertura, o Crivo estará a funcionar com dez artistas, que assim têm a possibilidade de mostrar a sua arte e os seus produtos. “Este projeto representa a ambição do Museu do Douro de cumprir a sua missão de valorizar o património cultural, as artes e os ofícios deste território. Mas também, e para além disso, o Crivo vai acolher outro tipo de projetos direcionados para a sustentabilidade, para a economia circular e mesmo para a gastronomia”, referiu Luís Carvalho, do Museu do Douro. 

 Ainda no dia 2 de dezembro, e no âmbito dos 25 anos da publicação da Lei nº 125/97 que criou o Museu da Região do Douro, o primeiro museu do território em Portugal, será entregue o título de Fundador Honorário à Liga dos Amigos do Douro Património Mundial e será inaugurada a exposição “Um lugar de um mundo novo” do artista Francisco Laranjo.

Para além do dia 2 de dezembro, o Museu do Douro e o Crivo continuam em festa nos dias 3 e 4 de dezembro com diversas atividades culturais para toda a comunidade: desde oficinas de serigrafia, artes de rua, magia, espetáculos de música, e artes performativas.

CI_MD

Menu