I Edição da Bienal do Granito em Mondim de Basto apresenta novas aplicações do granito amarelo

A apresentação das primeiras peças de design dos projetos académicos decorreu no Auditório da Assembleia Municipal e contou com a presença do Presidente da Câmara, Humberto Cerqueira.

A I Edição da Bienal do Granito, que decorre entre maio e setembro em Mondim de Basto, vai integrar as componentes de cultura, design e escultura e pretende envolver profissionais, estudantes e artistas na criação de novos produtos para o mercado, estimular o desenvolvimento de novos materiais em granito, a introdução de design nos produtos atuais, assim como o estudo técnico do granito.

Através de parcerias com os cursos de design, ao nível de licenciatura e mestrado, com a Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos, com o Instituto Politécnico de Viana do Castelo, com a Universidade do Porto e com a Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo foram desenvolvidos um conjunto diversificado de novas peças, nomeadamente ao nível de propostas para uso doméstico, elementos decorativos para interiores e espaço público, mobiliário urbano, monumentos/esculturas e identificação de percursos.

“Depois de visitarem as pedreiras, os alunos contaram com o apoio das empresas locais ao longo da execução dos projetos académicos, ao nível da partilha de meios tecnológicos. Foram apresentadas formas inovadoras de aplicação do Granito Amarelo de Mondim, com muita inspiração na história, cultura e tradições do nosso concelho”, evidenciou o vereador Paulo Mota.

Humberto Cerqueira, Presidente da Câmara de Mondim de Basto, salientou a Bienal do Granito enquanto “um passo muito importante para a valorização deste recurso natural”.

Até ao mês de setembro, estes alunos têm como objetivo o teste funcional dos projetos apresentados, com vista a serem transportados para a realidade atual.

Menu