GNR apreende espécies cinegéticas autóctones que estavam a ser criadas em cativeiro

O Comando Territorial de Vila Real, através do Núcleo de Proteção do Ambiente do Peso da Régua, em colaboração com o Posto Territorial de Sabrosa, ontem, dia 2 de julho, identificou um homem de 54 anos, pela criação de espécies cinegéticas ilegais, em Sabrosa.

No âmbito de uma denúncia referente à possível criação e venda ilegal de coelhos-bravos, no concelho de Sabrosa, os militares dirigiram-se ao local, onde foi possível confirmar a criação ilegal de espécies cinegéticas e autóctones.

Desta ação resultou a apreensão de :

  • 37 coelhos-bravos;
  • Cinco pegas-Rabudas;  
  • Um melro;
  • Três pintassilgos;
  • Dois lugres.

Foram elaborados dois autos de noticias por contraordenação por detenção ilegal em cativeiro de espécies autóctones e cinegéticas.

Menu