Familiares de camionista desaparecido acusam autoridades de nada fazerem

Os familiares do camionista que desapareceu no passado dia 18, após se ter despistado na A4, na zona de Murça acusam as autoridades de nada fazerem para procurar Ângelo Fernandes e dizem que as investigações estão totalmente paradas como refere o irmão Paulo Fernandes.
Os familiares querem ter acesso às gravações de vídeo existentes, tanto junto da zona onde terá desaparecido em Murça, como também das câmaras de vigilância de uma estação de combustível em Águas Santas, onde ao que parece, o camionista parou antes de seguir viagem.
Sérgio Fernandes e mais familiares já foram procurar junto do local do acidente e também nas aldeias mais próximas, mas continuam sem qualquer pista.
Segundo Paulo Fernandes, a Polícia Judiciária diz que só investiga se houver suspeitas de crime, deixando assim os familiares do camionista desaparecido sem saberem o que passou a Ângelo Fernandes naquela tarde de segunda-feira, após se ter despistado e o camião ter ficado imobilizado junto à saída de emergência da A4 na zona de Murça.

Menu