Estudantes aderiram à recolha de beatas de cigarro em Vila Real

Mais de 450 jovens participaram ontem na recolha de beatas de cigarro pelas ruas da cidade de Vila Real

Bernardo Leal, ex aluno da UTAD, que organizou esta recolha conjuntamente com outra antiga aluna da UTAD Teresa Catumba, salientou que o objetivo deste evento foi sensibilizar a comunidade.

As beatas de cigarro vão depois ser devidamente tratadas, Bernardo Leal refere que serão encaminhadas para a Rede Biatakí.

Munida de luvas e de uma garrafa de água vazia a vereadora do ambiente da Câmara de Vila Real misturava-se com os estudantes da UTAD na recolha das beatas de cigarro. Mafalda Vaz de Carvalho diz que é “preciso dar o exemplo.”

O desafio para a recolha de beatas de cigarro foi aceite pela associação académica da UTAD que convidou os alunos a participarem. Os estudantes “doutores” que se encontram em plena praxe académica entenderam que esta seria uma boa ação para envolverem os seus caloiros, como refere Inês Costa.

 Telmo e Barbara foram dois caloiros da UTAD que participaram nesta iniciativa. E o orgulho de dever cumprido estava visível nos seus rostos.

É preciso mudar mentalidades e atuar foram  as mensagens principais deixadas ontem neste evento de sensibilização ambiental, que pretende acabar com o hábito de deitar as beatas de cigarro para o chão.

De referir que as beatas são um resíduo tóxico e com grandes impactos ambientais uma vez que não são biodegradáveis.

Foto Hélder Costa

Menu