Deputados do PSD consideram que PNI esquece o interior do País

Os deputados do PSD, eleitos pelo distrito de Vila Real, na Assembleia da República consideram que o Programa Nacional de Investimento 2030, proposto pelo Governo, é um mero Plano Metropolitano de infraestruturas, privilegiando apenas as grandes áreas de Lisboa e Porto e esquecendo o resto do País.
Luís Ramos, deputado social democrata, diz que este programa prima pela falta de princípios de equilíbrio territorial.

Os deputados do PSD pediram já audiências com os presidentes das Comunidades Intermunicipais e com as associações de empresários de forma a auscultar sensibilidades sobre este Plano e posterior defesa dos seus interesses no Parlamento.
Quanto à região do Douro, Luís Ramos, refere que ficam muitas dúvidas quanto à internacionalização da Linha do Douro, bem como não encontra no Programa nada referente ao IC26.
O deputado refere que também não existe nenhuma referência de investimentos para o Alto Tâmega.

Para Luís Ramos este Plano Nacional de Investimento mostra que o Governo” não está interessado em trabalhar para a coesão do interior sendo uma mera campanha de marketing com vista as eleições”.

Segundo os deputados do PSD este programa que atribui, pelo menos, 40% do seu valor global às Áreas Metropolitanas do Porto e Lisboa e inscreve a quase totalidade dos respetivos projetos nas prioridades de curto -prazo, “não pode ser considerado um programa nacional e deveria, por isso mesmo, ser designado como Plano Metropolitano de Infraestruturas 2030.”

Menu