Deputados do PS querem que Bruxelas e Castela/Leão se pronunciem sobre os investimentos centrais para o distrito de Vila Real

Os deputados socialistas eleitos pelo círculo de Vila Real, Ascenso Simões e Francisco Rocha,  remeteram duas solicitações relativas ao empenhamento da União Europeia e da Região de Castela-Leão que consideram “centrais para a realização de investimentos urgentes no distrito.”

Os parlamentares  solicitam à Comissão Europeia informações sobre a possibilidade de voltar a integrar, no próximo quadro de financiamento projetos relativos a rodovias que se situem entre 10 e 75 milhões de euros.

“Como é do conhecimento dos portugueses, o governo do PSD/CDS, na negociação do Portugal 2020 eliminou a possibilidade de se inserirem investimentos em estradas, levando a que a União Europeia consolidasse, a partir desse momento, a regra de inelegibilidade para a rodovia”, explicou Ascenso Simões.

Os deputados socialistas querem que seja esclarecida essa regra antes de se iniciar a construção do novo quadro financeiro. A eliminação desse pressuposto, vai fazer com que possam ser incluídos os investimentos em rodovia, tais como, a Ligação Montalegre/Chaves/Valpaços; Ligação de Boticas e Pedras Salgadas à A24; Ligação da A4 à A24 pelo Douro; Ligação de Mondim de Basto à A7; e Ligação da A24 (Vila Pouca de Aguiar) à A4 (Murça).

Os parlamentares solicitam também que seja clarificada a possibilidade de se incluírem nas dotações relativas ao desenvolvimento regional e coesão, os projetos destas vias e as respetivas expropriações.

No mesmo sentido, os socialistas solicitam que a Junta de Castela/Leão se afirme empenhada e disponível para a realização dos investimentos essenciais da parte do território espanhol, para que seja possível a valorização da Linha do Douro e a sua transformação numa via europeia relevante.

Menu