CHTMAD retoma progressivamente as cirurgias, consultas e exames

Após um período em que a atividade clínica esteve limitada ao que era prioritário, seguindo as orientações emanadas pela Direção Geral da Saúde, o Centro hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro tem vindo de a retomar a sua produção assistencial de forma progressiva.

Desde maio, o CHTMAD assegurou 42.260 Consultas, 11.330 realizadas na modalidade não presencial, evitando deste modo a deslocação dos utentes às unidades hospitalares.

Em Hospital de Dia foram realizadas cerca de 8.225 sessões, 1.262 Cirurgias, das quais 439 efetuadas em regime de ambulatório e 610.966 atos realizados pelos Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica.

No que diz respeito à atividade de ambulatório, o agendamento tem vindo a ser feito para retomar gradualmente a normalidade e recuperar as listas de espera de forma progressiva e, sempre que possível, privilegiando a modalidade da teleconsulta em detrimento da consulta presencial.

Nesta retoma, houve necessidade de adaptar os horários das consultas, tendo sido revistos os tempos definidos para primeiras consultas e para consultas subsequentes. Nas salas de espera, houve a supressão de alguns lugares sentados de forma a garantir uma distância de segurança entre utentes e, a par disso, foi reforçado o número de bancos no exterior dos edifícios, permitindo assim evitar o excesso de pessoas do interior das unidades hospitalares.

Relativamente à atividade cirúrgica, que até ao período da retoma foi reservada aos doentes com indicação clínica prioritária e muito prioritária, o CHTMAD está a programar as cirurgias de forma a, gradualmente, retomar a normalidade. Estão em curso programas de produção cirúrgica, estando previstos  tempos cirúrgicos adicionais, tendo como objetivo a recuperação de listas de espera, designadamente nas especialidades de Cirurgia Geral, Ortopedia, Oftalmologia e Urologia.

Menu