Carlos Gaspar voltou a Vila Real onde lembrou antigo traçado do Circuito Internacional

Carlos Gaspar, piloto que na década de 70 foi um dos que participou nas corridas de Vila Real voltou à cidade, desta vez para falar, por exemplo, dos tempos áureos dos sport-protótipos no circuito da cidade transmontana.

À UFM, o piloto figura incontornável da história do automobilismo nacional, confidenciou que o Circuito Internacional de Vila Real, no antigo traçado, tinha dois sítios onde o seu carro atingia 278 km/h.

Carlos Gaspar afirmou que de todos os circuitos que conheceu o de Vila Real “era de longe incomparável”, com todos os outros, mesmo os internacionais. O piloto referiu ainda que no circuito vila-realense era muito bem tratado “como um filho”, sentindo-se “um heroizinho”.

Quanto ao futuro do Circuito Internacional de Vila Real, Carlos Gaspar defende que a aposta deverá passar por GT4 e ou sport-protótipos.

Carlos Gaspar é o piloto que detém o recorde da melhor volta no circuito internacional de Vila Real, antigo traçado, com a média de 178 Km/h. Do novo traçado a volta mais rápida é do jovem piloto vila-realense Rafael Lobato. Ambos os pilotos estiveram presentes na inauguração da exposição fotográfica, da autoria do Hotel MiraCorgo, “50 Circuitos Internacionais,50 Momentos”.

A exposição é gratuita e está aberta ao público até ao dia 10 de julho.

Menu