Bombeiros da Cruz Branca vão ficar em permanência na Campeã e em Vilarinho da Samardã

Mais uma vez este ano os bombeiros da Cruz Branca de Vila Real, vão estar em permanência nas zonas de maior densidade florestal e onde o risco de incêndio é maior.

A Corporação de bombeiros tem disponíveis três Equipas de Intervenção Permanente – EIP, uma fica sediada no quartel, mas as outras duas ficam na Campeã e em Vilarinho da Samardã.

Orlando Matos, comandante dos Bombeiros da Cruz Branca em Vila Real, refere que estas equipas vão estar mais próximas das populações, tendo como principais tarefas a sensibilização e o imediato combate aos incêndios.

 Jorge Maio, presidente da junta de freguesia da Campeã, considera esta proximidade dos bombeiros ao terreno muito positiva, tanto mais na sua área onde existe uma densa mancha florestal.

Os protocolos que vão permitir que estas equipas de intervenção permanente possam estar nas freguesias foi assinado ontem durante a tomada de posse da nova direção da Associação Humanitária dos Bombeiros da Cruz Branca.

Na Campeã a EIP vai ficar de serviço 24 horas na casa do Guarda Florestal na Manta, e na Samardã a equipa vai ficar instalada no complexo desportivo de Benagouro.

As equipas de intervenção permanente são constituídas por cinco elementos que têm como apoio um veículo, o protocolo agora estabelecido com as juntas de freguesia vai vigorar até 30 de setembro.

Menu