Barroso – acordo que assegura a Classificação Património Agrícola Mundial é assinado sábado

Notícias, Região

A região do Barroso foi considerada pela FAO – Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, como património Agrícola Mundial.

O plano de ação que vai ser implementado na região do Barroso vai ser apresentado no próximo sábado em Montalegre sendo ainda assinado o acordo de parceria entre as várias entidades que estão na plataforma que vai assegurar que as práticas ancestrais de trabalho agrícola e pecuário continuem a ser executadas no território.

Orlando Alves presidente da Câmara de Montalegre diz que o documento que vai ser assinado vai garantir que todas as normas da FAO sejam cumpridas.

O autarca sublinha que esta classificação reconhece o Barroso como uma região onde a agricultura se faz de forma sustentável e amiga do ambiente.

O processo de candidatura à classificação do Barroso foi iniciado em 2016 pela Associação de Desenvolvimento da Região do Alto Tâmega (ADRAT), tendo sido, depois, formalizada junto da FAO pelo Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.
A candidatura envolveu ainda a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAPN), a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e a Universidade do Minho (UM).

Menu