António Canteiro vencedor Prémio Literário António Cabral 2019


“Não fosse o tumulto de um corpo” de António Canteiro, é o original que venceu este ano o Prémio Literário António Cabral, promovido pela câmara municipal de Vila Real e pelo Grémio Literário Vila-realense.

Desde 2010 que o município vila-realense promove este prémio literário que pretende ser uma homenagem ao escritor e poeta duriense António Cabral e simultaneamente ser um meio para estimular o aparecimento de novas obras literárias.

Eugénia Almeida, vice-presidente da Câmara de Vila Real e responsável pelo pelouro da cultura, refere que este prémio é cada vez mais participado, nesta edição 130 trabalhos foram avaliados, realçando ainda o facto desta edição ter um elevado número de escritores brasileiros.

A.M. Pires Cabral, do Grémio Literário Vila-Realense, diz que a obra vencedora revela “uma forte sensibilidade poética”.

Pires Cabral lembrou ainda o escritor transmontano duriense que dá o nome ao prémio literário, António Cabral, lembrado a sua importância para a cultura da região.

O vencedor deste ano do Prémio Literário António Cabral é António Canteiro, nome literário de João Carlos Cruz com a obra de poesia “Não Fosse o Tumulto de Um Corpo” .

A entrega do prémio, cujo valor pecuniário é de cinco mil euros, está marcada para o próximo dia 12 de outubro.

Menu